Blogger Widgets

Orgulho e Preconceito-Seleção Jane Austen


"Um homem solteiro, possuidor de razoável fortuna, deve estar á procura de esposa. Por menos que se saiba de suas intenções, quando o solteiro aparece em qualquer lugar, essa verdade está de tal forma enraizada na mentalidade das famílias, que ele passa a ser considerado propriedade legítima das moças da vizinhança."

Há anos eu soube da estréia de um filme concorrente ao Oscar. Lamentei não poder assisti-lo no cinema, no entanto comprei o filme, nunca esperaria pelo que vi, surpreendeu-me positivamente, apaixonei-me perdidamente por Orgulho e Preconceito e imediatamente fui ler o livro que para minha grata surpresa foi muito bem adaptado para o filme. Desde então adquiri uma espécie de vício pelo século XIX, Inglaterra, Jane Austen e Keira knightley.  Há várias cenas narradas no livro incríveis, vou citar uma: 

"Depois de um silêncio de vários minutos Darcy aproximou-se dela agitado:
-Lutei em vão. Não posso reprimir meus sentimentos. Vejo-me obrigado a confessar-lhe quanto a admiro. O espanto de Elizabeth era indescritível... Darcy achando que o silêncio dela era bastante animador, confessou o amor que há muito sentia. Foi tão eloquente ao falar de sua ternura quanto ao descrever seu orgulho ferido."

  Um texto incluído entre os cem maiores clássicos da humanidade, por si só dispensa comentários. Mas é sobretudo humano, narra temas atemporais como as convenções sociais e acima de tudo sobre o amor capaz de vencer qualquer obstáculo. Vocês concordam? E quanto aos trechos mais sugestões?

5 comentários:

  1. Larissa Oliveira24/03/2013 20:35

    Adorei a descrição, com toda a certeza é uma belíssima história!

    ResponderExcluir
  2. Amo o livro e o filme! Sei que existe um outro filme sobre a história e o Colin Firth faz o Darcy, ainda não assisti mas estou morrendo de vontade de ver!!! Lembra que vc que me emprestou o livro? Muito obrigada por emprestar, foi uma das histórias mais lindas que eu já li!!!

    ResponderExcluir
  3. Nossa que bom! Não lembrava de ter emprestado, mas fico muito feliz que você tenha gostado vou resenhar Jane Eyre que é da mesma época de Orgulho e Preconceito. beijos.

    ResponderExcluir